fbpx

Ferramentas para levar no pedal

Pedalar é uma atividade muito prazerosa, tanto para quem busca performance quanto apenas se divertir. Mas imprevistos, às vezes, acontecem e nada mais frustrante que interromper o pedal por algum probleminha em sua bike, não é mesmo?

Se liga nas dicas abaixo e conheça ferramentas essenciais para levar no seu pedal, assim você facilmente resolverá qualquer imprevisto e continuará sua pedalada, seja em um treino ou passeio.

Canivete multi-ferramentas

O canivete multi-ferramentas é um item praticamente obrigatório para todo ciclista, independente do nível ou tipo de atividade.

Esta ferramenta possui as chaves (em sua maioria do tipo allen) mais comuns para qualquer aperto ou ajuste que a bicicleta precisa. Alguns mais completos possuem também chaves do tipo fenda e cruzeta.

Atenção! Priorize um canivete multi-ferramentas que também possua chave extratora de elos de corrente, assim você conseguirá remover algum elo danificado de sua corrente e completará a pedalada, ninguém quer voltar pra casa empurrando a bike, né?

canievete multiferramenta

Emenda de corrente/power link

Já imaginou sua corrente se romper durante o pedal? A emenda de corrente (também chamado de “power link” ou “missing link“) é uma forma mais simples e prática de conectar a sua corrente em caso de algum elo rompido. Ele também é muito útil na manutenção da bicicleta, pois permite que a corrente seja retirada para limpeza ou alguma manutenção.

emenda de corrente

 

Dica: A Topeak possui uma ótima ferramenta que permite a remoção com facilidade da emenda de corrente e que também funciona como espátula para remoção de pneus.

Emenda Topeak

Câmara de ar

Pneu furado é o terror de todo ciclista, principalmente os mais iniciantes que têm calafrios só de pensar em trocar um pneus/câmara furados.

Mas não se preocupe! É mais simples do que parece (em breve faremos um post abordando a troca de câmaras furadas) e basta ter uma câmara de ar extra que o pedal continua sem problemas.

Porém tenha atenção, existem câmaras de ar de diferentes medidas e diâmetros, certifique-se de qual é a indicada para sua roda e pneu, pois não adianta nada ter uma câmara extra que não é compatível.

Algumas câmaras de ar vem com líquido selante, o que ajuda a vedar os furos mais comuns. Uma boa dica é a da marca Vittoria.

Para o ciclista que roda sem câmara de ar, com o sistema tubless, há um kit de reparo específico. Mas atenção! Nem todo furo no pneu poderá ser reparado, portanto nunca é demais levar pelo menos uma câmara de ar extra em sua pedalada.

Espátulas

“Ok, eu já tenho a minha câmara de ar reserva. Mas como vou instalá-la na roda?”

Se você se fez esta pergunta é porque ainda não sabe que precisa das espátulas. São uma ferramenta feita em sua maioria de materiais plásticos que são rígidos e flexíveis na medida certa, para que o pneu seja removido e recolocado na roda.

Tenha sempre um par de espátulas, pois com uma você afrouxa o pneu na roda e com a outra você irá removendo. São bem úteis também na hora de recolocar o pneu na roda.

Kit de remendo

Se você não possui uma câmara de ar reserva é fundamental que tenha um kit de remendo, pois a maioria dos furos mais comuns podem ser reparados.

Hoje os kits de remendo são bem modernos e contam com adesivos auto-colantes muito fáceis de utilizar, neste ponto os da marca Topeak são referência. Mas ainda há no mercado ótimas opções mais clássicas, que utilizam a tradicional combinação de cola, lixa e remendo.

Bomba de ar/CO2

Agora que você já trocou ou remendou a câmara de ar ou fez o reparo em seu tubless, temos que encher e recalibrar o pneu, certo?

Nem sempre teremos um posto de gasolina por perto para isso, portanto tenha sempre sua bomba de ar, seja no bolso da jersey ou junto à bike.

Existem bombas de ar de diferentes tipos e materiais, o que você precisa levar em consideração na sua escolha é se ela possui a pressão indicada para o seu pneu (por exemplo, os pneus das bicicletas road/speed passam dos 100 PSI), se o bico é compatível com o de sua válvula, os mais comuns são o presta (o popular “bico fino”) e scharader (o popular “bico grosso”). Mas não se preocupe, há adaptadores que tornam compatível o bico de uma bomba schrader com o de uma presta.

Boas bombas de ar possuem função dual action que enchem o pneu tanto no movimento de ida quanto de volta te causando um menor desgaste e cansaço e também manômetro, para que você se certifique da pressão que está em seus pneus.

Uma boa alternativa às bombas de ar são os cilindros de CO2.

O inflador de CO2 é extremamente utilizado e tem ganhado cada vez mais espaço no mundo do ciclismo pela praticidade que oferece para encher os seus pneus quando necessário em questão de segundos!

Através de um aplicador específico o ar comprimido no cilindro para para o pneus, evitando que você precise ficar “bombando” até enchê-lo.

Bolsa

Já falamos sobre bolsas dos mais variados tipos neste post. É fundamental uma boa bolsa para que você leve o seu kit de ferramentas e manutenção no pedal.

Não se esqueçam de conferir estes itens na Bike Runners, lá a variedade de opções é enorme com certeza você vai encontrar tudo que procura.

Até a próxima! 🙂

Visite a loja da bikerunners! Temos tudo que você precisa para ser um ciclista. Comece a pedalar!
Anterior

5 tipos de bolsas e mochilas para usar na bicicleta

Tour de France 2021: entenda como funciona

Próximo