fbpx

Ciclismo Olímpico: história, modalidades e grandes nomes do Brasil

Com a cultura da bike cada vez maior e mais evidente nas cidades brasileiras, faz-se necessário entender, também, uma outra forma de se utilizar a bicicleta – em competições de alto escalão e profissionalismo –, o ciclismo olímpico.

Enquanto modalidade nos Jogos Olímpicos, o ciclismo está presente desde a primeira edição, em 1896 (com exceção dos Jogos de Estocolmo, em 1912), na modalidade de pista. Aliás, você sabia que existem 4 modalidades olímpicas de ciclismo? Elas são:

  • Ciclismo de pista;
  • Ciclismo de estrada;
  • MTB (Mountain bike);
  • BMX (Bike motocross).

Diferentes entre si, cada uma delas possuem suas próprias características marcantes, nomes de peso e representatividade em terras brasileiras. Inclusive, por aqui, o esporte não é muito reconhecido em sua versão competitiva, ao contrário da pedalada por lazer.

Quer saber mais sobre a história do ciclismo, como ele funciona na versão olímpica e como o Brasil se insere nesse contexto? A Bike Runners preparou um conteúdo especial com todas as informações para você conhecer e se encantar ainda mais pelo esporte.

Acompanhe a leitura e fique por dentro do assunto:

A bike nos Jogos Olímpicos: história e modalidades

A história do ciclismo olímpico não existe como uma forma única, mas podemos falar nas modalidades do esporte que se popularizaram ao ponto de chegar na maior competição esportiva do mundo, os Jogos Olímpicos.

Sendo assim, para te ajudar a entender melhor sobre a história do esporte nos jogos, separamos o conteúdo em cada uma das modalidades que hoje existem na competição, olha só:

1. Ciclismo de pista

A primeira aparição da competição nesse nível foi logo na primeira edição dos jogos, em 1896 – mas somente como uma modalidade masculina. Para as mulheres, o esporte tornou-se olímpico somente em 1988, nos jogos de Seul, na Coréia do Sul.

Esse tipo de competição funciona da seguinte maneira: em uma pista oval de 250m, os ciclistas competem para atingir o menor tempo durante as voltas – ou seja, vence quem obter as menores cronometragens ao fim do circuito.

É um esporte feito indoors, isso é, dentro de uma pista ou de um ginásio. Os formatos de competição incluem:

  • Velocidade individual masculino e feminino;
  • Velocidade em equipes masculino e feminino;
  • Keirin masculino e feminino;
  • Perseguição por equipes masculino e feminino;
  • Omnium masculino e feminino.

ciclismo olimpico

2. Ciclismo de estrada

Ao contrário da modalidade anterior, o ciclismo de estrada é feito ao ar livre, como o próprio nome sugere. A estréia desse tipo de competição também ocorreu nos jogos de Atenas, em 1896.

Existem, basicamente, dois formatos de competição: a competição por equipes, em que todos os competidores iniciam a prova juntos e lutam para conseguir o menor tempo; a corrida contra o tempo que, como o termo deixa claro, é uma corrida individual contra o tempo.

ciclismo de estrada

3. MTB (Mountain bike)

O mountain bike (MTB) foi introduzido ao universo olímpico em 1996, nos jogos de Atlanta, nos EUA – mesmo país onde teve sua origem, mas no estado da Califórnia. A modalidade consiste em percorrer terrenos acidentados de vários níveis de dificuldade, em circuitos de até 50 quilômetros, no menor tempo.

montain bike

4. BMX (Bike motocross)

A mais recente adição ao catálogo olímpico, o motocross de bike – BMX ou bike motocross, que surgiu no mesmo lugar que a modalidade anterior, o MTB – foi introduzido durante os jogos de 2008, em Pequim, e desde então tem ganhado muita notoriedade entre os que entendem do assunto.

As competições olímpicas de BMX funcionam da seguinte maneira: em uma pista de terra com loops e obstáculos, 8 ciclistas competem pelo melhor tempo, aos saltos e manobras radicais.

bike cross

 

Ciclismo no Brasil: conheça os grandes atletas

Embora o Brasil ainda não tenha nenhuma medalha olímpica no ciclismo, é inegável a participação e o destaque do nosso país nas competições – afinal, a participação em um evento da grandiosidade dos Jogos Olímpicos por si só já coloca o Brasil entre os grandes.

Desde 1980, o Brasil tem participado de ao menos uma das competições que envolve a bike profissional. Isso se dá graças aos grandes nomes do esporte aqui no país, dentre os quais podemos citar:

  • Jaqueline Mourão

A ciclista de MTB mineira é considerada um dos grandes nomes do ciclismo brasileiro dessa geração, sendo responsável por acumular seis participações em Jogos Olímpicos e bronze no Pan-Americano de 2019, em Lima.

A atleta foi eleita 5 vezes pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como a melhor atleta de destaque do mountain bike!

  • Luciano Pagliarini

Considerado por muitos o maior nome do ciclismo de estrada no país, o londrinense Luciano Pagliarini participou de duas olimpíadas, foi 16 vezes campeão brasileiro e conta com mais de 300 vitórias ao redor do mundo, em 72 países.

  • Mauro Ribeiro

Curitibano, Mauro Ribeiro foi campeão do Pan-Americano já aos 17 anos. Participou dos jogos olímpicos de 1996, em que encerrou sua carreira como competidor, sendo técnico da Seleção Brasileira de Estrada de 2001 a 2008.

Ficou curioso com a história do ciclista? Fizemos uma live exclusiva com Mauro Ribeiro, você pode conferir no nossos canal oficial no Youtube!

  • Márcio May

Para encerrar com chave de ouro nossa pequena lista de grandes nomes do Brasil – vale a pena ressaltar que a lista é bem maior – temos Márcio May, outro convidado da nossa série de lives “Papo de ciclista”, com vídeos sobre o universo do ciclismo.

O ex-atleta participou de três jogos olímpicos, conquistando o bronze no Pan-Americano de 1995, na Argentina. Hoje, Márcio é dono de uma marca de produtos e suprimentos para ciclismo.

E então, gostou do nosso conteúdo? Para saber mais sobre nossa série de vídeos, acompanhe nosso canal no Youtube. Aproveite, também, para ficar por dentro de todas as nossas atualizações de conteúdo aqui no blog – toda semana tem conteúdo novo! Até a próxima!

Visite a loja da bikerunners! Temos tudo que você precisa para ser um ciclista. Comece a pedalar!
Anterior

Qual a melhor cadeirinha para bicicleta? Bike Runners responde!

Ciclismo no Brasil: saiba tudo sobre esse esporte!

Próximo