fbpx

Posso treinar com dor de cabeça? Bike Runners responde!

Uma coisa muito comum e que pode acontecer com atletas profissionais ou quem pedala como hobbie é treinar com dor de cabeça. Esse efeito não é raro, mas você sabe por que isso acontece e se realmente pode praticar com essa disfunção?

Além de causar um mal-estar, esse incômodo dentro do crânio acaba prejudicando a sua performance e prática esportiva, seja na bike, correndo ou em qualquer outra atividade física. Aí já viu, aquele super treino que estava programado pode ir por água abaixo!

Para acabar com as dúvidas, no post de hoje, a equipe Bike Runners vai te explicar tudo sobre a origem da dor de cabeça ao treinar, o que fazer para evitá-la e se pode ou não praticar atividades físicas assim.

Quer saber tudo isso e contar com dicas incríveis? Então, continue acompanhando. Vamos lá!

Treinar com dor de cabeça: entenda as causas

homem ciclista com dor de cabeça

É bem provável que você já começou a sentir dores ou “pressão” na cabeça durante algum treino físico. Não se assuste, isso é bem mais comum do que parece. No entanto, nem todo mundo sabe o que causa dor de cabeça ao treinar.

Enquanto praticamos exercícios de intensidade, sejam aeróbicos ou de musculação, nosso corpo sofre alterações sistêmicas e hormonais. O coração acelera, a respiração fica ofegante, a sensação de bem-estar vem e tudo o mais.

Quando essas reações acontecem, outros efeitos podem surgir em nosso corpo: a pressão no tórax aumenta, enquanto o retorno venoso para o coração diminui, assim se eleva a pressão arterial. Tudo isso faz com que haja um aumento na pressão dentro do crânio, a partir da veia jugular – é aí que acontece o desconforto.

Isso acontece em diversos tipos de esporte. A liberação de adrenalina e outros hormônios contribui para a intensificação da respiração e dos batimentos cardíacos. Essas combinações causam uma ativação no sistema que provoca a dor de cabeça em você, ainda mais se seu organismo já for mais sensível.

Pode ou não praticar exercícios com dor de cabeça?

dor de cabeça

Como já comentamos, é bem comum sentir esse desconforto na cabeça, sensação de pressão durante os treinos. Há casos em que isso não é nada grave e outros em que você deve se preocupar.

Quando a dor é leve, acontece ao final da prática ou cerca de 1h depois e o desconforto dura no máximo 2 dias, mas nada que prejudique suas outras atividades, está tudo bem. É um sinal de que o exercício foi muito intenso e que você precisa pegar mais leve no próximo treino.

Se as dores persistem depois de 48 horas, forem fortes e/ou vierem acompanhadas de outros sintomas, como vômito, tontura, fraqueza, visão distorcida ou até perda de consciência, fica o alerta! Talvez seja melhor consultar um médico!

O que pode enfatizar a dor de cabeça nos treinos?

As atividades intensas são as mais propensas a estimular as dores de cabeça, sejam elas hipertróficas ou aeróbicas. Assim, se você estiver pedalando com intensidade, dando tiros ou exercendo muita força, pode estar disposto a esse desconforto.

Mas fatores externos também podem contribuir para isso. Praticar atividades em dias muito quentes e com hidratação abaixo do adequado pode ser um gatilho para aumentar as chances de ter dores de cabeça.

Quando o local está com a iluminação forte e muito clara, você pode acabar sofrendo com dores de cabeça, causadas por dificuldades na visão. Seu histórico de saúde também influencia: hipoglicemia, enxaqueca e até dores fortes do pescoço podem agravar a possibilidade do desconforto.

O que fazer para evitar dor de cabeça nos exercícios?

Bom, como foi possível perceber, o aspecto prático que pode causar o incômodo durante a prática de atividades físicas é a alta intensidade. Então, como evitar a dor de cabeça sem precisar baixar por completo o nível dos treinos?

A nossa primeira dica é caprichar no aquecimento. Com o corpo mais preparado, vai ser muito mais fácil, e até proveitoso, realizar os exercícios mais intensos do seu treinamento – aqueles de tiro, no caso dos aeróbicos, e de hipertrofia, nos de musculação.

Assim, seu sistema cardiovascular e respiratória fica melhor condicionado, o que facilita a circulação sanguínea e diminui a pressão arterial até no cérebro.

Outras formas simples para prevenir o desconforto são ações que fazem parte do nosso dia a dia. Uma boa noite de sono ajuda, assim como diminuir o consumo de bebidas alcoólicas e cafeína. Lembre-se de se alimentar bem e manter o nível de hidratação adequado antes, durante e depois dos treinos!

Bem interessante, não é? Agora você entende melhor como seu organismo funciona e quando pode ou não treinar com dor de cabeça! Se quiser saber mais sobre treinos, ciclismo e equipamentos para a prática, fique de olho em nosso blog! Até o próximo post!

Visite a loja da bikerunners! Temos tudo que você precisa para ser um ciclista. Comece a pedalar!
Anterior

Bicicleta mais cara do mundo? Conheça o top 10!

Como escolher a melhor bike de trilha? Veja nossas dicas!

Próximo