fbpx

O Estigma da Bicicleta de Supermercado, Lojas de Departamentos e Internet

O termo “bicicleta de supermercado” é um termo pejorativo para bicicletas vendidas em supermercados, lojas de departamentos, lojas de esportes multicanal e internet. O número dessas bicicletas vendidas a cada ano é surpreendentemente alto; alguns especialistas do setor dizem que no Brasil mais bicicletas são vendidas em supermercados do que em lojas de bicicleta especializadas. A bicicleta de supermercado é barata, parece “boa” (para o público em geral, pelo menos) e são uma compra conveniente, mas também são ótimas colecionadoras de ferrugem. O comprador de bicicleta de supermercado não possui o conhecimento necessário para diferenciar uma bicicleta de supermercado e uma bicicleta de qualidade. Como regra geral, a bicicleta de supermercado tende a ficar jogadas em algum canto da casa, enquanto as bicicletas de qualidade tornam-se verdadeiros bens.

A bicicleta de supermercado precisa provar que é capaz de escapar deste estigma e oferecer valor. Ela precisa mostrar que oferece um bom nível de componentes, qualidade de construção, e fundamentalmente, precisa ter assistência técnica e suporte ao cliente.

O quadro da bicicleta apresentava soldas limpas? Ao olhar para bicicletas de alumínio, você procura por falhas na soldagem ou onde não é uniforme? Este é um indicador de fabricação desleixada e é um traço comum da típica bicicleta de supermercado.

Por que bicicletas baratas são uma má ideia?

Proposta
O artigo propõe mostrar que as bicicletas de baixo valor são uma falsa economia, inadequadas para uso e prejudicial ao meio ambiente. Depois de ler, esperamos que você entenda e concorde com esta proposta e possa, então, fazer uma compra mais detalhada de informações.

Ao longo deste artigo, chamaremos a bicicleta de supermercado de OFBs – Objetos em forma de bicicleta.

Qualificações
Somos ciclistas com mais de 20 anos de experiência. Não há compromisso oculto por trás desse artigo. Não estamos tentando persuadi-lo a comprar uma bicicleta, já que não vendemos bicicletas. Queremos apenas dar uma contribuição, já que estamos vendo mais e mais pessoas comprando essas OFBs e, em seguida, descobrindo que elas são inúteis para qualquer finalidade, exceto o lixo.

Relatos em comunidades nas redes sociais e em portais de reclamações dos Direitos do Consumidor, mostram os mais variados tipos de queixas – Comprei uma OFBs, incrivelmente ruim, suspensão frágil, muito pesada e mal construída. Os componentes são de 2ª linha e vivem desregulados, quadro feito de enormes e pesados pedaços de metal mal soldados. Parece um tanque. No entanto, ele não se exime da culpa, e afirma “sim, comprei na internet, apenas oitocentos e vinte reais. Fui a algumas lojas de bicicletas, mas não consegui nada por esse preço”.

Ficamos estupefatos. Na visão desse consumidor, as lojas de bicicletas estavam ganhando muito dinheiro, ao passo que ele teria muita economia online. O oposto não poderia ter sido mais verdadeiro.

Pergunte a si mesmo quem é mais provável vender uma bicicleta de qualidade, confiável e bem montada: uma loja de bicicletas credenciada por grandes marcas que você pode levar de volta se estiver insatisfeito de alguma forma ou um negócio com um site como intermediário e centenas de quilômetros entre você e eles? Não nos interpretem mal, você pode comprar bicicletas de excelente qualidade on-line e algumas lojas de bicicletas podem passa-lo pra trás. Mas você não pode comprar uma bicicleta nova e de boa qualidade por uma ninharia. Você recebe o que você paga.

Como é feita uma bicicleta
Uma bicicleta não é um brinquedo simples. É um meio de transporte, uma peça complexa de uma indústria que evoluiu ao longo de cem anos. Hoje existem muitos tipos de bicicletas para todos os usuários e propósitos. Uma bicicleta com engrenagens básicas sem acessórios consiste em mais de mil peças. Quadro, garfo, guidão, rodas, pneus, câmaras de ar, alavancas de freio, cabos, mesa, pé de vela, pedais, coroas, desviadores (dianteiro e traseiro), corrente, pastilhas de freio, selim, canote de selim e muito mais. Algumas dessas peças são, por sua vez, feitas de muitas outras partes menores, e isso é apenas para uma bicicleta básica.

Vamos considerar apenas um item: a roda da bicicleta. Que invenção incrível. Leve, forte e versátil. Uma roda consiste de um cubo (feito de muitas partes menores), um número de raios, niples (estes parafusos nas extremidades dos raios) e um aro. O cubo precisa ser configurado corretamente para que o eixo gire suavemente dentro do casco do cubo sem folga e resistência mínima. Os raios precisam ser tensionados corretamente para que a borda gire em linha reta sem solavancos. Além disso, uma roda traseira precisa ser “servida” para compensar as coroas dentadas do lado direito do cubo. Se a roda não funcionar, os freios não funcionarão de forma eficaz e a bicicleta não rodará bem. E esta é apenas uma roda, uma peça do quebra-cabeça final. Então, para aqueles que podem precisar de um esclarecimento; uma bicicleta deve ser bem construída para funcionar bem. As peças devem ser montadas corretamente, rolamentos engraxados, componentes alinhados, parafusos corretamente apertados, cabos esticados, sistemas de freios e engrenagens corretamente montados, etc. Este é um processo delicado.

Adicione frete, publicidade, lucro! E todas as outras atividades envolvidas na gestão de uma empresa e você finalmente chegará ao custo do produto final.

Considerando a descrição do que entra em uma bicicleta, como é possível que elas sejam vendidas por R$ 500, R$ 600, R$ 800 por supermercados, lojas multicanais e pela internet? Através de métodos modernos de fabricação? Controle de estoque informatizado? Redução de custos através do varejo on-line? Não. Todos estes já são considerados nos custos muito competitivos de bicicletas de qualidade. Esses preços são alcançados através de cortes na qualidade em todas as etapas da fabricação dos componentes e na subsequente construção da bicicleta. A bicicleta resultante é uma incógnita e pode ser uma armadilha da morte.

Como é feito um OFB?
Se não é a mais recente tecnologia, revestida de titânio, concebido por computador, testado no espaço, desviador turbo flip ZX, então é lixo? Não é assim! Você pode obter peças de bicicleta de boa qualidade por preços muito bons, mas quando você raspa o fundo do barril, você vai ter lixo. Aqui estão alguns exemplos de algumas das falhas que testemunhamos com os OFBs:

– Alavancas e braços de freio de plástico (estes flexionam e deformam) resultando em freios que não são seguros.
– Trocadores de engrenagens precisam fazer milhares de mudanças confiáveis. OFBs usam versões baratas e mal feitas; eles se desregulam ao primeiro sinal de problema.
– Cabos mal encapados, comprimento errado, simplesmente não funcionam.
– Mesas de guidão e cubos mal instalados, não lubrificados, com rosca cruzada e soltos.
– Desviadores de aço finos e prensados, deformados e curvados; não vão segurar a posição, e muito menos trocar a corrente.
– Garfos instalados de trás para frente.
– Guiador de cabeça para baixo.
– Quadros e Rodas empenados.
– Cubos de aço de baixa qualidade onde os eixos entram em colapso.
– Ferrugem e pintura descascada espalhando-se por todo o lado depois de um curto período de tempo.

Nem tudo está perdido!
Modernos métodos de fabricação permitiram uma redução relativa do preço de muitos bens de consumo. A bicicleta não está isenta disso. Por R$1500 você pode escolher entre uma variedade de bicicletas bem construídas, utilizando componentes de qualidade para praticamente qualquer finalidade.

Ainda não está convencido? Você ainda quer comprar um OFB por R$600? Acredite, isso não vai durar. Se você tiver dois anos de experiência, isso equivale a R$300 por ano para passeios cansativos, desajeitados e sem uma resposta positiva para sua saúde. A bicicleta de R$1500 durará pelo menos dez anos. São R$150 por ano para algo que será um prazer pedalar.

Impacto ambiental
Um humano em uma bicicleta é o sistema mais eficiente em combustível do planeta. Ao manter-se em forma, você está reduzindo suas demandas à sociedade como um todo e ao serviço de sua saúde em particular. As pessoas que pedalam vivem vidas mais longas, mais felizes, mais satisfeitas e mais bem-sucedidas. São necessários recursos ambientais para criar o metal e as peças de uma bicicleta, montá-la e depois transportá-la pelo mundo (quase todas as novas bicicletas são construídas na Ásia). Você está disposto a comprar um novo OFB cada vez que o último OFB lhe deixar na mão e não valer a pena consertar? Uma boa bicicleta durará para sempre com manutenção regular.

Conclusões
Não compre uma bicicleta nova barata e desagradável, não é bom para você ou para o meio ambiente. O único beneficiário é o lucro do negócio de visão curta de quem a vende. Compre uma bicicleta de boa qualidade, uma boa bicicleta pode lhe dar dez anos de prazer com a manutenção periódica.

Importante: Este artigo sobre bicicleta de supermercado, representa apenas as opiniões dos autores.

Gostou desse conteúdo? Comente e compartilhe com seus amigos.

Grandes Pedaladas para nós.

Elaboração, edição e tradução: Equipe BR Ciclismo
Previous

Como se Preparar para sua Primeira Corrida de Bicicleta

Suplementos para Ciclistas: Guia Prático

Next